Dicas eficazes para cuidar de orquídeas

As orquídeas não são mais difíceis de cuidar do que as plantas habituais domésticas. Elas demandam técnicas ligeiramente distintas de regadura e adubagem, contudo seguindo essas sugestões simples será possível enxergar encantadoras orquídeas crescendo no interior da sua casa.
As orquídeas fazem parte de um grupo enorme e variado de plantas, e nem todas elas são complicadas de cuidar. Algumas são bem fáceis.
A quantidade excessiva de água é uma das causas mais habituais do perecimento de orquídeas. Muitas pessoas se perguntam com relação a qual frequência têm que regar as orquídeas, e esta constância é, efetivamente, um problema. KEYWORD
Quantas vezes você deve molhar uma orquídea deve-se à quantia de água que ela tem necessidade para realizar suas atribuições. Isto se dá segundo as condições do recinto em que ela se encontra como umidade, luminosidade, deslocamento do ar e suas raízes.
Portanto, a resposta certeira em se tratando de em que momento regar a grande parte das orquídeas é: logo antes de secar. Em quanto tempo isso ocorre? Na prática, é capaz de variar entre alguns dias a catorze dias.
A maneira mais indicada de estimar a quantidade de água é à maneira antiga: bote seu dedo no meio do solo e verifique a umidade. Desta maneira é possível sentir se a terra está umedecida. Caso não esteja, é o momento de regar. Com o tempo, você desenvolverá a percepção natural de quando sua orquídea necessita de água, e de que jeito as conjunturas do território atingem a frequência.

Conheça a significatividade da mistura de terra para vaso:

É improvável discutir forma adequada de regar a orquídea sem considerar a forma como ela foi plantada. As orquídeas são em geral envasadas em musgo ou casca. Os dois são elementos ótimos, porém eles demandam cuidados relativamente diferentes. O musgo age como uma esponja e demora muito mais para secar. Desta maneira, para orquídeas como Phalaenopsis e Cattleya, que precisam secar 100% antes de serem regadas de novo, o musgo exige uma espera mais longa. A casca, que preserva pouca água, apresenta menos risco de excesso de umidade para essas orquídeas. KEYWORD
Seja casca ou musgo, os meios nos quais as orquídeas foram enraizadas se decompõem ao longo dos dias, especialmente os de casca. No momento em que isto ocorre, a casca perde as características de drenagem rápida que diversas orquídeas têm precisão. É por isso que é fundamental replantar em casca nova todo ano ou a cada 2 anos. O processo é fácil, subdividido em duas fases. Basta retirar integralmente a orquídea da casca antiga, remova as raízes mortas (que serão escuras e enrugadas, comparando-se com as raízes firmes, carnudas e saudáveis). Coloque a orquídea de novo no vaso e encha com a casca nova.

A luz é um fator fundamental para a orquídea

Casas em geral possuem iluminação fraca (do ponto de vista de uma planta), então as orquídeas que aturam baixos níveis de luz possuem uma possibilidade melhor do que aquelas que exigem luz intensa. Um parapeito virado a leste é um ótimo local para cultivar sua orquídea. A luz do sol de uma janela virada para sul pode ser forte e quente demais, entretanto uma cortina pode fornecer uma certa filtragem. Ou coloque a orquídea em lugar que não tenha frequentemente luz direta forte.

A luz de janelas viradas para oeste é bastante quente para as orquídeas. Por outro lado, com alguma filtragem (como você faria com uma janela direcionada para o sul), pode funcionar. Já a luz que bate em uma janela ao norte é bem fraca para as orquídeas.

Deixe uma resposta